10.8.07

Intro do Chrono Trigger



Eis o meu segundo vídeo colocado no YouTube. Trata-se nada mais, nada menos, do que a introdução do Chrono Trigger, que para quem desconhece, é um excelente RPG lançado em 1995 para o Super Nintendo. Trata-se de um jogo cuja acção se desenrola em várias eras temporais e onde devemos impedir uma catástrofe terrível no futuro, de forma a alterarmos os século seguintes a esse dito cujo futuro.

Apresenta uma realização gráfica excelente, cenários detalhados e coloridos e sequências muito interessantes de assistir, a direcção artística está de parabéns, Chrono Trigger demonstra fazer bom uso das capacidades gráficas da 16-bits da Nintendo. A banda sonora é memorável e embora já seja comum encontrarmos faixas muito boas nos RPGs japoneses, doze anos depois do lançamento, a banda sonora de Chrono Trigger continua a encantar muita gente. A jogabilidade consiste numa perspectiva de topo e na exploração de um continente que muda consoante o tempo em que nos encontramos; somos frequentemente confrontados com inimigos aos quais devemos responder com movimentos ofensivos ou defensivos, porém não se trata de um combate por turnos mesmo que o aspecto gráfico pudesse sugerir isso - Chrono Trigger permite-nos combater com um compasso de tempo em cada batalha, onde após X segundos podemos voltar a atacar, o inimigo por sua vez ataca as vezes que a sua velocidade lhe permitir, ou seja, não são combates para ficarmos a olhar e a pensar no que vamos fazer, felizmente vamos em equipa!

Deve também ser realçado que as escolhas que realizamos ao longo do jogo permitem-nos ter acesso a quinze finais diferentes, longevidade é algo que a SquareSoft não deixou ao acaso neste grandioso título.

Infelizmente, nunca foi lançado na Europa. Os jogadores japoneses e norte-americanos tiveram direito a ele em 1995, mas Chrono Trigger nunca foi alvo de uma conversão para o formato PAL e nunca teve direito a um lançamento oficial na Europa; a única escolha para os jogadores europeus que o queiram ter nas mãos é recorrer a lojas que vendam jogos em 2ª mão e títulos importados, bem como os leilões online do costume. Eu considero-me sortudo por ter uma cópia de Chrono Trigger, ainda para mais quando posso jogá-lo num Super Nintendo americano, que comprei especialmente para ter acesso a verdadeiras pérolas para esta 16-bits que nunca foram lançadas na Europa, Chrono Trigger foi a primeira, outras se seguirão; uma vez que tenho um Super Nintendo americano, posso ainda jogar em toda a "glória" original, sem as irritantes barras pretas no topo e na base do écran que caracterizam os jogos convertidos ao formato PAL (europeu) e a uma velocidade de 60Hz, ao contrário dos jogos que foram lançados na Europa e que sofrem de um recuo para 50Hz, ficando com a velocidade reduzida em 17,5%...se tiverem um jogo de corridas para Super Nintendo ou Mega Drive, não tentem competir contra um tempo americano ou japonês, é pura e simplesmente impossível.

Convém ainda dizer que eu baixei a resolução do vídeo e fiz a compressão com o codec DivX, de forma a poder reduzir o tamanho do ficheiro e facilitar a sua colocação na internet. Divirtam-se!

Etiquetas: , , , ,

5 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Muito bom, Prometheus!

Comprei o Chrono na Feira da Ladra, há muitos anos atrás. Diga-se que muitas dessas incursões foram recompensadas com a aquisição de pequenas maravilhas que nunca chegaram a ver a luz do dia nas lojas europeias. E por um preço bem em conta.

Já agora... sou o luxxx ;)

10 agosto, 2007 01:11  
Blogger J said...

Wah! =O Quem é que é o indivíduo capaz de vender um verdadeiro diamante como o Chrono Trigger na Feira da Ladra por uma quantia irrisória...?! Alguém que não está em plena posse das suas faculdades mentais, só pode!

No mês passado vi um leilão no eBay por um Chrono novo e selado que, quando faltavam 8 dias para o fim, já ia em mais de 70 Euros!!

10 agosto, 2007 01:20  
Anonymous luxxx said...

Pois eu comprei o meu por mil escudos, no distante Natal de 1995.

Não estava selada, mas não se pode ter tudo ;)

10 agosto, 2007 01:49  
Anonymous Anónimo said...

Realmente à velha Europa houve diamantes dos videojogos que nunca chegaram, vá-se lá saber porquê. Pensei que com o fenómeno FFVII fossem editados mais destes títulos, mas onde estão o Chronos Cross (para muitos o melhor jogo de PS1 e o melhor RPG de sempre) o Suikoden III e tantos outros?

29 agosto, 2007 11:20  
Blogger Mikuru said...

Esse jogo era muito fixe!
Só tenho pena de não o ter, eu jogava na casa de um amigo meu ^^

14 setembro, 2007 18:00  

Enviar um comentário

<< Home


Click Here