8.2.06

Eu publico, e vocês?


Só consegui encontrar um dos famosos cartoons em que Maomé é retratado de forma "ofensiva". Estranho, pensava que se encontrava tudo na internet... Menos na versão chinesa do Google!
Coloco-o aqui, apesar de este blog ser visitado por um número de pessoas com apenas um algarismo, como forma de afirmar que orientações religiosas não têm, não devem e não podem ter qualquer efeito limitativo na nossa expressão, muito menos nos media de estados democráticos. Ainda para mais, quanto a vaga de contestação sever de cobertura ao programa nuclear iraniano e à vitória do Hamas nas eleições palestinianas.
A reacção do governo português foi, como seria de esperar, patética, para dizer o mínimo. Mostrando que o seu interesse em não ficar mal visto junto dos estados maioritariamente muçulmanos é maior do que a defesa dos princípios demcráticos de um parceiro estratégico na União Europeia e na NATO, a nossa equipa governativa, em particular, Freitas do Amaral, adoptaram a pior postura possível nesta questão, ao deixarem em aberto a possibilidade de cedências em futuros diferendos culturais. Traduzindo: fizeram a vontade dos extremistas que manipularam toda esta questão e que convenceram milhares de pessoas a agirem violentamente contra a Dinamarca e contra a Europa. Se esta fosse a minha arte, já teria feito um cartoon com José Sócrates, Freitas do Amaral e os líderes de uma série de países que mostraram a sua "indignação" face ao sucedido.
And now, for our non-portuguese readers, I took the decision of publishing the so-called "infamous" cartoon because in my conception, no religious doctrine can influence the expression of the media in democratic countries. So feel free to enjoy the Muhammad cartoon I published on my blog, unfortunatly I didn't find the other ones, which make me wonder if the internet is as free as it seems... And I'm pretty sure the controversy will calm down, as soon as Hamas has installed itself in Palestine and Iran has reached the status of nuclear power.

2 Comments:

Blogger morpheus said...

Não tens visitado a máquina YKê?, senão terias visto isto:

http://www.brusselsjournal.com/node/698

;) abraço

12 fevereiro, 2006 19:20  
Anonymous isabel said...

concordo totalmente ctg e fizest bem em publicar o cartoon, mais k n seja p mostrar k um dos nossos princs base é a liberd d expressão. a moralid n entra neste princ da democracia e deve ficar soment ao critério d km faz, publica, desenha, discursa...

freitas do amaral (k há km apelid d "a histérica") fez o k nunca nenhum líder deveria fazer - dar maior importância ao facto d n s dever tocar em kestões d fé. deveria sim ter afirmado a nossa veemência em manter a liberd k nos caracteriza e k consideramos correcta. e dizer k n temos d estar smp a dizer k somos contra a violência pois tdos sabem k o somos é pura demagogia - os comunicados servem p k?!

bem, e gostaria ainda d dizer k considero especialment import k deixemos bem claro o orgulho k temos na nossa liberd. n podemos simplesment ter receio d retaliações e manifs e calarmo-nos face à violência cm resposta, algo k n deveria ocorrer.

s o sr freitas n lh apetece referir, digo eu: estou solidária c a dinamarca e estou horrorizada c este atentado à liberd d expressão! a violência n é resposta p nada...

13 fevereiro, 2006 15:10  

Enviar um comentário

<< Home


Click Here